sábado, 11 de novembro de 2017

A ALQUIMIA MÍSTICA DOS ILUMINADOS E A UNIÃO SAGRADA





Novembro 11, 2017






O amor sempre procura se expandir sobre si mesmo, aprofundando-se cada vez mais no Amor-Total, e procura essa união mística e sagrada com o Amado de maneiras cada vez mais profundas e intensas.

Há um caminho mais elevado do Verdadeiro Místico, que procura o casamento alquimista, a Divina União Sagrada, que ultrapassa a norma e se aproxima do próprio Mistério do Mistério, a infusão e o trabalho, a co-criação com os Fogos Sagrados e a Kundalini ou a Energia da Serpente.

Somente os Iniciados de mais alto escalão poderiam vislumbrar os mais profundos mistérios internos das Escolas do Mistério Antigas, que se mantinham nos Pireneus e no sul da França, nos lugares secretos e sagrados mais ocultos onde passavam por iniciações rigorosas e por treinamento antes que eles pudessem investigar esses misticos Mistérios.

Havia uma Ordem muito sagrada, secreta, a da Rosa, a Serpente (Kundalini) e o Sagrado Cálice / Taça / Graal. Aqueles que pertenciam a esta Ordem secreta se identificavam através dos símbolos inseridos na ALMA e na testa, pois eles podiam ler com a visão e o conhecimento interior. A maioria dessas almas pertence a esta ordem sagrada e santificada nos planos internos e, portanto, sempre servem em conjunto de uma ótima maneira. É o chamado ao mais alto serviço ao Divino e, portanto, a doação da co-criação de uma maneira profundamente alquímica e mística, o que os fez se destacarem por tantas vidas, vidas paralelas e Universos, como os mais elevados e a mais evoluídos dos Iluminados.

O verdadeiro Místico procura se aprofundar cada vez mais no Desconhecido, o Não Registrado, e procurar experimentar o Divino através desta união alquímica e mística. Por conseguinte, na essência, não é se auto-buscando, ou sendo impulsionado pelo ego, ou essa auto-gratificação, mas vai além do eu, segue para o TODO. De fato, se alguém não está disposto a dissolver-se totalmente, desintegrar-se e, portanto, ser transmutado para uma versão muito mais elevada, criativa, mística, TOTAL, dissolvendo-se assim para a vastidão dos Campos de Energia Divinos, não poderia renascer nos Mistérios mais elevados do próprio Mistério.

No momento em que se dissolveu no Nada, o um se tornou Todas-as-coisas: você se tornou o mesmo campo de energia inteligente e unificado, a força de energia de Espirilada e Criativa (a energia maior da  Kundalini / Serpente) e com ela o próprio Fogo Sagrado. Você se tornou a encarnação do Divino Masculino e do Divino Feminino ao se fundir em um único campo de força de energia, e agora, com imenso treinamento intrincado e mais elevado, poderia direcionar todo esse campo de energia para criar milagres.

Este foi o mais elevado de todos os ritos ocultos sagrados da Escola de Mistérios, e, portanto, apenas os mais elevados e mais disciplinados de todos os Iniciados foram autorizados a ingressar. Mais do que isso, foi necessária uma dedicação total e um imenso compromisso em aderir às Leis da Alquimia Divina e às Leis Divinas da Sexualidade Sagrada, para obter esse tipo de elevado grau de misticismo.

Poderíamos adentrar através desses meios, tais campos imensamente poderosos da Superconsciência Energética, onde se poderia experimentar o Divino de maneira muito mais elevada e profunda, do que através de qualquer outro caminho.

Nem todos os Iniciados escolheram fazer isso em união com outro - masculino e feminino, mas alguns optaram por fazer isso por conta própria. Toda alma tem livre arbítrio e escolha, e, portanto, cada caminho tem seus próprios desafios, mais do que esta iniciação rigorosa.

As razões pelas quais um precisava estar gradualmente iniciando e introduzindo este tipo de mistérios mais elevados, era principalmente pelo motivo dessas potentes e poderosas forças de energia imensas que se começa a tocar e a trabalhar. Se o iniciado ainda não tivesse a mesma vibração e freqüência que os campos de energia superconsciente onde entraram, o corpo físico se desintegraria. Na verdade, a alma teria que deixar o vaso físico e não poderia retornar a ele.

O truque era entrar nesses potentes campos de energia, dissolver-se neles e então ressuscitar dentro desses campos, o qual só poderia entrar através da energia da ALMA, e direcionar o todo de forma co-criativa.

Agora, se o corpo físico ainda não estivesse sintonizado com a freqüência mais alta, não conseguiria manter a forma, como disse, e, portanto, uma vez que a energia da Kundalini e dos Fogos Sagrados eram inflamados em um alto grau, ocorria que muitos iniciados morriam no processo, pois MEDO surgiu na medida em que a forma física começou a desintegrar-se e eles não aprenderam a se ancorar no físico enquanto também atravessavam os céus, por assim dizer.

A Kundalini abre certos canais na forma física e nos corpos de energia dentro e ao redor do corpo humano, mas deve entrar em oitavas maiores. Se alguém ativa essa energia com muita rapidez, há um grande perigo de se prejudicar, pois haverá uma enorme dor física e é quando os bloqueios ocorrem ainda mais. Se essa energia não for dirigida de forma científica (lembre-se que a metafísica é como ciência), o corpo se desintegrará - não pode manter a forma.

O mesmo se aplica aos incêndios sagrados.

Iniciados altamente treinados poderiam literalmente intervir em atos co-criativos muito poderosos e quase sobre-humanos na união sagrada e, em seguida, dirigir os campos de energia da superconsciência nas formas exatas que desejavam manifestar. Isso foi chamado de co-criador.

Lembre-se disso que a energia sexual não está unida à forma física, como é a kundalini, como é a alma. Pode expandir-se de formas imensamente poderosas, para a Divindade e, portanto, para o TODO, o próprio Omni-verso e todos os que estão contidos ali.

Na verdade, não há limites. Os seres humanos percebem falsas separações e limites falsos, na verdade não existem limitações.

Tudo é um campo Unificado e Superconsciente e de Energia Inteligente com campos de sub-energia. Na verdade, tudo é um e o mesmo.

Não foi possível fazer isso com ninguém. Não, como as almas preocupadas que escolhemos cuidadosamente para este trabalho, pois que na maioria das vezes seria feito com Almas Gêmeas e Almas Companheiras. Principalmente porque, no caso dos Iluminados, eles foram criados pelo Divino para co-criar dessa maneira. 

Isso deve ser feito com chaves e códigos  mantidos dentro de cada chama da alma e, portanto, quando os dois se unem, eles ativam um dentro do outro. É um por fusão dos dois em um, que eles poderiam co-criar dessa maneira.

Isto era chamada por Divina Criação.

A verdadeira parceria mística foi um acordo entre essas duas almas para co-criar desta maneira mística, e depois fazê-lo no melhor serviço possível. Na verdade, costuma-se co-criar o extraordinário juntos.

Em tal união, não há lugar para um terceiro, principalmente porque o terceiro deve ser criado entre os dois, e este é o Fogo Sagrado. 

A Trindade na verdade significa o Divino Masculino, o Divino Feminino e o Fogo Sagrado (às vezes referido como o Fogo Sagrado ou o Espírito Santo).

Com isso veio a Verdade, o Respeito, a Integridade.

Era preciso ter esse grau de confiança absoluta, que, quando se dissolvessem em tais campos, a fusão dos dois manteria o resto juntos. Assim, nenhum destes dois se desintegraria e, se houvesse desconfiança ou medo, seus corpos físicos se desintegravam!

Primeiro, foi o medo da morte que teve que ser superado, e esse medo pode vir em muitas formas e disfarces. Muitas vezes, esse medo é disfarçado em anexos, coisas, pessoas, lugares, etc. Ou pode ser disfarçado de ego negativo, que deseja ser melhor do que o parceiro. Portanto, eles teriam que estar na mesma sintonia, com igual força de alma.

As iniciações rigorosas foram destinadas a não só permitir que os iniciados superassem o medo, a duvida, o auto-engrandecimento, etc., mas também para tornar-se totalmente capacitado, portanto, completamente em seu próprio poder e luz, para não se tornarem dominados por seus parceiros.

É somente quando ambos estão inteiros e em equilíbrio dentro de si mesmos, que podem se fundir completamente e se completarem em tal casamento alquimico sagrado.

Quando essas duas almas concordaram em fazer isso para trabalharem juntas, eles sempre realizaram uma cerimônia especial e muito privada, onde eles se comprometiam a vida inteira, e a encarnação física e espiritual no mais alto serviço ao Divino. Era algo muito sagrado e privado, eles concordavam. Isto primeiro entre eles e depois somente na Presença do Divino.

Então, só eles seriam consagrados e ungidos pelo Sumo Sacerdote e Alta Sacerdotisa desta Sagrada Ordem.

A Unção em si era profunda, pois aqui estavam, como os Amados, diante do Divino, e aqueles que os ungiram e os que estavam testemunhando isso, se comprometeriam com sua união ao mais alto serviço possível, com verdade, integridade e respeito, e que estavam preparados para morrer por isso, se necessário. Na verdade, eles estavam prometendo se comprometerem por toda a sua vida para elevar a humanidade (se nesse planeta) e aumentar a consciência, lançar trilhas novas e mais altas e que estariam lá, levando à frente, sem medo e com grande coragem e força interior.

Para mergulhar nos Mistérios mais profundos e recuperar o que precisa ser recuperado e trabalhado, co-criado para o bem mais alto, não é para o coração fraco, o meio-coração, estes serão moscas-da-noite. É apenas para aqueles que são corajosos o suficiente para se dissolverem e morrerem totalmente em si mesmos, para serem ressuscitados no trabalho e depois direcionar o trabalho de co-criador.

Tal é o chamado.

Tal é o Sacrifício, mas também a Ressurreição.

Tal é a Verdade e o Todo-Sabedor, o Todo-sábio, o Todo-Vindo e o Omni-Ser.



Copyright Applies

Por : Judith Kusel


Judith Kusel


Sobre a Autora : Judith Kusel 


Trabalhos da Autora: 

Sobre:  Leitura de Alma  e Almas Gêmeas


Último livro publicado : Why I Was Born In Africa 


Blog : Judith Kusel

Website : Judith Kusel 

Facebook : Judith Kusel 




Tradução : Soninha Pereira


Publicação : Mostradores da Luz - Somos do Futuro