domingo, 27 de agosto de 2017

A SUBCONSCIÊNCIA COLETIVA: ALFA E OMEGA




Agosto 27, 2017





Estamos entrando no Alfa e na Omega, o começo e o fim do que foi antes (desde o nascimento deste planeta e da história humana) e no Novo Alfa e Omega, o Novo Começo.

Nas últimas semanas, tive muitas coisas que surgiram, que precisavam ser liberadas, e muito tinha a ver com o desbloqueio e a limpeza COLETIVA - nem tanto o desbloqueio e limpeza de minha própria alma, mas a do coletivo.

CG Jung chamou isso de subconsciente coletivo - eu chamo isso de bancos de memória celular coletiva da humanidade, uma vez que a Árvore da Vida foi tomada da humanidade.

A Árvore da Vida em si é muitas vezes mal interpretada e mal compreendida pelos seres humanos, como sendo um tipo de Árvore do Conhecimento ou do Bem e do Mal. Essa é a verdade que a humanidade perdeu, que foi a sua co-criação com o Divino, porque  abusaram de seus poderes e não aderiram às Leis Cósmicas Divinas, nas quais os firmamentos inteiros descansam cósmicamente - de fato, toda a Criação se baseia nessas Leis, o que Regulam as formas e estruturas de todas as formas de vida e de toda a vida, por conseguinte, TODA A CRIAÇÃO. Existem muitas camadas dessas Leis, mas quando aderidas traz equilíbrio, harmonia, ordem, paz.

Na verdade, a Árvore da Vida, é um Campo de Matriz de Energia Superconsciente Cósmica, que contém todos os conhecimentos, tecnologia e sabedoria em todos os níveis da Criação e contém os 7 e os 12 Fogos Sagrados, as Cartas de Fogo de Amrita, a Yod Perdida (o Fogo de Deus / Deusa), o fogo do conhecimento, o conhecimento das Pirâmides de Cristal e da Rede de Energia da Pirâmide Cristalina, o Conhecimento Perdido dos Antigos que pertence ao Todo-Que-Tudo-Conhece, Que-Tudo-Vê e Toda-Trindade Tríade do Conhecimento, com o Conhecimento do Adão Kadmon (Homem da Terra ou Homem Primordial) foi guardado na memória celular original das primeiras raças voluntárias na Terra, como relatei no meu novo livro "Por que eu nasci na África: a história anteriormente não registrada de Elysium e do Reino do Leão".

Com esse conhecimento perdido, as energias Phi e PSI (Y), como o Phi detém SOMENTE UM COMPONENTE de energia e do sagrado Significado Dourado. Em contrapartida o PSI, o aspecto FEMININO e todas as equações matemáticas e as Geometrias Sagradas e todos os conhecimentos nele contidos foram REMOVIDOS do Planeta pelo Divino Feminino, quando se retirou o seu conhecimento e tecnologia do planeta, com a queda da Atlântida.

Não podemos recuperar o conhecimento das pirâmides e como elas realmente funcionavam sem o componente Psi, para o Phi, ele sozinho é impotente, se não for equilibrado pelo Psi, pois sempre há equilíbrio cosmicamente. Quando o Masculino e o Feminino estão se equilibrando, as TERCEIRAS E PODEROSAS FORÇAS SÃO COSMICAMENTE LIBERADAS.

Mais do que isso, com a perda das Chaves e dos Códigos para desbloquear o Conhecimento guardado no 7º Dom da Iluminação  também perdemos nossa cidadania cósmica no rescaldo de toda a destruição causada pela humanidade.

Mais do que isso, não recuperamos o pleno uso de nossos 12 corpos, e só agora estamos começando a lembrar sobre o uso dos corpos físicos, emocionais, mentais e espirituais e, em certa medida, dos corpos da alma, mas nem sequer estamos tocando na ativação plena dos 12 sistemas corporais que nos permitirá ao  teletransporte à vontade, a nos tornarmos visíveis e invisíveis, e mudarmos de forma física em qualquer forma de energia que desejarmos.

É somente quando o uso do sistema de 12 corpos forem totalmente ativados, que poderemos realmente entrar na co-criação novamente.

Agora estamos entrando em um tempo, quando os bancos coletivos de memória do intenso trauma e dor causados ​​pela destruição de Elysium, do Reino do Leão, de Avalon, de Mu, de Lemuria e de Atlantida deixaram marca nesse banco de memória.

Na medida em que cada um de nós fizermos o trabalho de liberação interior, na pratica do perdão para nós mesmos e para os outros, e expandir isso através das sociedades, pois que em divisões globais aparentes não podemos curar coletivamente.

Todas as almas envolvidas com esses continentes perdidos agora voltaram em massa, para finalmente dominarem os Padrões Kármicos coletivos de autodestruição, e para recuperar o domínio cósmico completo, de co-criação, assim devemos atingir um alto grau de Maestria de NÓS MESMOS antes que alguém possa ajudar a curar o Coletivo.

Cada um de nós é tão responsável por SI MESMO BEM COMO SOMOS RESPONSÁVEIS PELO COLECTIVO.

Na verdade, não há O NÓS nem OS OUTROS - somos todos iguais e os mesmos.

A Lei Divina Cósmica do UM E DOS MUITOS se aplicam aqui.

O Um é o Muitos e os Muitos é o Único.

Devemos reclamar nossa responsabilidade e curar o que foi destruído coletivamente ANTES de que todos nós estejamos finalmente liberados para viver plenamente na Nova Era de Ouro.





Por : Judith Kusel

Escritora e Coach da Vida







Um comentário: