Psicologia e Ciência Contemporânea, estudo e crescimento de alma Este blog foi criado para aqueles que estão despertando e para os que já estão despertos à Nova Era e à nova consciência. O AMOR INCONDICIONAL, a Compreensão e a Compaixão são os princípios da nova consciência e o acesso a 5ª Dimensão e Dimensões superiores é concedido para todos e é gratuito, e nada está lá fora, tudo está dentro de você e é só acessar. Não precisamos mais de Mestres. Somos nossos próprios Mestres. Seja bem vindo. SOMOS TODOS UM ! PAZ e LUZ! Namastê! Gratidão! Muito Obrigada!

sábado, 16 de abril de 2016

FRACTAL 22:22 - OS PLANETAS NA ASTROLOGIA DA ATLÂNTIDA





Abril 16, 2016









Muitos ainda não possuem consciência desse fato, mas todos nós desde a grande queda da Atlântida, possuímos em nosso interior essa energia azul que o povo Atlante possuía, mas claro, hoje de forma adormecida, em pequena escala, precisando e querendo ser desperta para se tornar o que foi um dia. Com essa energia livre Vril, poderemos construir pirâmides, curar em todos os sentidos nossos corpos densos, físicos e sutis, espirituais, reconstruiremos nossas medulas ósseas e todas as células do nosso corpo, como muitas raças antes de nós reconstruíram, nos curando, ao ponto de não precisarmos mais de hospitais.

Os Planetas na Astrologia da Alma, a Astrologia Heliocêntrica Sideral, estão em suas posições reais no céu, pois não são vistos da perspectiva da Terra, visão geocêntrica, ilusória, utilizada pela Astrologia Tropical, onde tudo gira ao redor da Terra, mas sim pela visão heliocêntrica, onde tudo gira ao redor do Sol, visão real.

Não possuímos o Sol no nosso Mapa Astral Natal nela, mas somos o próprio Sol, tendo a nossa visão real assim como de fato ela é, começando assim a ver além do véu que hoje ainda cega a humanidade.

Todos os conhecimentos pertinentes das casas e planetas da Astrologia tropical geocêntrica também podem ser agregados aqui.

Neste sistema todos os planetas mudam de signo, porque eles são dispostos nas constelações verdadeiras à partir do sol, e não por uma ilusão de ótica da terra, mundo imaginário, hologramas de nós mesmos, que abaixo irei explicar.

Neste momento, também vale compreender um pouco como acontece isso. Hologramas são projeções, co-criações feitas à partir de nós mesmos. Cientificamente já foi comprovado que em tudo que existe no Universo de seres viventes, possui um som.

O som foi a primeira coisa que existiu no universo, onde naquele momento, todos nós éramos apenas sons criando uma bela melodia estrelar, depois disso veio a luz, e com a integração do Som com a luz gerou o Big Bang, as projeções, as formas geométricas, que são todas as geometrias que conhecemos, que vemos com a nossa visão dos nossos próprios olhos e muitas outras existem também que ainda não podemos ver, ainda presos pelos poucos sentidos que o homem utiliza nos dias de hoje.

E com isso, foi gerada todas as formas de vida densas até chegar a co-criação do que experienciamos nos dias de hoje, os nossos corpos densos físicos, nossa querida humanidade. Isso mesmo, o Big Bang não foi o início.

Dito isto, tudo começou, a grande forma de experienciar começou em todo o Universo expandindo desde então e nunca mais parou de acontecer, sendo co-criadas (inúmeras projeções holográficas), Sóis, diversos tipos de satélites estrelares que daqui damos o nome de luas e inúmeros planetas e asteroides, tudo feito à partir de um Sol, ou seja, tudo que existe em um sistema solar, é uma projeção holográfica do sol em questão do sistema e assim é como ocorre até os dias de hoje, tudo que gira à partir de qualquer centro de força universal, é uma projeção dele, seja um Sol ou um Planeta dentro do sistema dele.

Mas o Universo ele não só se expande, como uma respiração humana expirando, como também ele contrai, inspirando e assim co-criando mais moradas, mundos diferentes que é o que está acontecendo nesse momento e assim, muitas consciências estão tendo a oportunidade de abrir seus canais mediúnicos, clarividências e vidências ajudando a engenhar a evolução da humanidade atual co-criando a sexta raça que está sendo criada atualmente, restaurando a unidade.

Tomar consciência e começar a utilizar, a trabalhar com a Astrologia Sideral Heliocêntrica que é a Astrologia da Alma na humanidade, é muito mais do que começar a ver com os olhos de um mestre, mas começarmos a aprender a sermos os nossos próprios Mestres, sem depender de ninguém, promovendo a Ascensão Mundial.

Não da mais pra viver sobre a visão de algum ser, é preciso nos tornarmos independentes e eu não digo isso só a nível espiritual, eu digo isso a nível social em todos os sentidos, pois tudo que está acontecendo no momento na humanidade é o reflexo do nosso lado espiritual, individual que se reflete no coletivo, por mais que ainda não possuímos consciência disso, que também faz parte do processo.

A vida é um jogo, mas um jogo que só competimos com um só jogador e esse jogador somos nós mesmos, com a nossa própria consciência e nada mais.

A Lua é a chave da Carta Sideral Heliocêntrica, ela é o Signo Sideral, é a essência da nossa Alma, o elemento fundamental, o nosso poder espiritual, onde descobrindo onde ela está, já começamos a entender como podemos fazer para abrir os nossos canais e visões espirituais, que é isso que significa a palavra Ascensão, Ascensionar, começando a utilizar os 95% da nossa capacidade e potência cerebral, constatados pela ciência, que ainda não utilizamos.

Mercúrio aqui, fala da potência, do poder que nós temos pra fazermos a fusão alquímica também necessária pra nossa Ascensão e onde ele está localizado e os aspectos que ele faz no nosso Mapa Astral da Alma, define, qual é também o caminho pra nossa Ascensão e Vênus traz a nossa real capacidade de amar incondicionalmente e onde ele se encontra, nos direciona por onde precisamos começar a mudar e transformar pra conquistar o sentimento puro de amar tudo e a todos, como a nós mesmos.

Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão, trazem o caminho e a direção que devemos colocar as nossas forças, pra ativarmos as nossas glândulas que estão adormecidas com a energia Vril azul, nos mostrando como ativar nossa potência máxima e real capacidade de descobrirmos os grandes mistérios de nós mesmos, nos mostrando também como podemos fazer pra nos esquivarmos da experimentação de perdas, traumas e quedas.

E incluindo também, como podemos fazer pra nos reinventarmos e transcendermos nossos traumas, perdas, dogmas, paradigmas, transcendendo nossos próprios limites e barreiras, conseguindo trazer do nosso inconsciente e subconsciente, o poder que possuímos de gerar e ancorar no nosso querido Planeta Azul, toda a luz que quisermos co-criar, nos tornando finalmente conscientes, a cada dia mais e mais.






Rio de Janeiro, Brasil, América do Sul, 16/03/2016








Postagem :  Mostradores da Luz







Nenhum comentário:

Postar um comentário