Psicologia e Ciência Contemporânea, estudo e crescimento de alma Este blog foi criado para aqueles que estão despertando e para os que já estão despertos à Nova Era e à nova consciência. O AMOR INCONDICIONAL, a Compreensão e a Compaixão são os princípios da nova consciência e o acesso a 5ª Dimensão e Dimensões superiores é concedido para todos e é gratuito, e nada está lá fora, tudo está dentro de você e é só acessar. Não precisamos mais de Mestres. Somos nossos próprios Mestres. Seja bem vindo. SOMOS TODOS UM ! PAZ e LUZ! Namastê! Gratidão! Muito Obrigada!

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

ATUALIZAÇÃO DE ENERGIAS - O RETORNO DOS REGISTROS DA ALMA






Fevereiro 29, 2016









Tenho observado algo diferente no ambiente e também por dentro, e as pessoas também têm relatado isso. É uma espécie de angústia que de algo está para acontecer, embora, aparentemente o que vemos são apenas as velhas notícias, existe algo no ar que está causando nas pessoas uma sensação de que algo está chegando ao fim, de que algo vai acabar. Os sintomas têm sido muitos em relação a isso, que são desde uma ligeira falta de ar, ansiedade, além de sentimento de tristeza, sensações de cansaço no corpo e, às vezes, pontadas no peito, peso nas pernas, zonzeira, zumbidos no ouvido, etc.

Vem acontecendo também que, na medida em que as pessoas despertam e começam a ter uma nova consciência de mundo e da vida, muitos estão entrando em depressão e podem vir a apresentar, por exemplo,  síndrome de pânico. Assim, o despertar da consciência, ao invés de ser algo que promova o bem estar por haver a compreensão de que possuímos capacidades infinitas muito maiores do que as que nos foram apresentadas por toda a vida; a sensação é de que algo está mudando dentro da pessoa e isso provoca o medo do desconhecido, literalmente, causando total insegurança de sentimentos sobre o futuro.

Quanto aos sintomas físicos, isso ocorre devido a adaptação do corpo as novas energias. Essas energias provocam no organismo alterações energéticas nas células promovendo a religação das hastes do DNA, e isso traz sintomas diversos, inclusive a mudança natural na alimentação, no sono, na vontade de fazer ou deixar de fazer certas coisas, dores em diversas partes do corpo inclusive nas juntas e articulações, suor intenso na nuca e nas costas por toda a coluna, dores na garganta, no peito, resfriados repentinos e que desparecem rapidamente, e em alguns casos ocorre até febre, erupções na pele, aumento ou perda de peso, retenção de líquido no corpo provocando inchaço, diarreias repentinas, tudo que surge do nada e sem razão aparente e que desaparece do mesmo jeito que começou. 

Todos esses sintomas devem ser acompanhados pelo médico, e, se não houver diagnóstico detectado, é a readaptação do corpo as novas energias. Nesse caso devemos beber água ou líquidos como sucos, procurar descansar e sair do estresse. O realinhamento energético dos corpos sutis, principalmente, deve ser feito e com exercícios de alinhamento energético. Existem vários exercícios para fazer o alinhamento energético, o Reiki é entre eles um ótimo exercício.

Uma observação a fazer é que tem havido o aumento crescente de infartos, esse fato ocorre mais naquelas pessoas cujos organismos não se adaptam as novas energias. Também devemos contar os casos de missão de alma, pois que cada alma tem seu próprio tempo de encarnar e desencarnar.

Existe outro fato muito importante onde muitos vêm se sentido angustiados como se houvesse uma iminência de que algo catastrófico viesse acontecer. As pessoas, ao invés de se sentirem felizes, elas estão relatando sentimentos de um fim; ao invés de se sentirem bem com a sensação que as novas energias sutis estão ocasionando nas nossas vidas, elas falam que essas energias estão trazendo um sentimento de tristeza que não sabem dizer, conscientemente, o motivo. Daí o motivo de estar ocorrendo depressão entre as pessoas despertas.

Esse sentimento de tristeza é o resultado de uma memória inconsciente guardada nos arquivos da alma de muitas vidas passadas. Houve um tempo, já esquecido, onde estávamos encarnados em um ambiente dimensional mais elevado, a vida era tal como a que estamos seguindo agora com a ascensão. Estávamos, então, na sexta dimensional. Vivíamos plenamente a nossa consciência expandida e acessávamos a nossa alma multidimensionalmente. Nós já vivemos e conhecemos o acesso a nossa alma durante a vida que vivemos em Atlântida.

Não existe hoje em dia muitas leituras sobre essa época, mesmo porque a maioria de toda essa civilização fora destruída. O pouco que temos registrado de Atlântida está nos escritos de Platão. Mas sabemos sobre a destruição de uma civilização grandiosa pelo Dilúvio, sabemos da Arca de Noé também. Por causa de uma série de erros ocorridos em Atlântida que levou a humanidade a se afastar do seu poder divino, e de todo o sofrimento causado pela destruição.

Bem como também devido a entrada do ciclo cósmico que ocorre a cada 26 mil anos, que também é chamado de movimento de precessão¹, que é um movimento onde a Terra faz a translação elíptica em torno do Sol Central de Alcione². No final de Atlântica estávamos entrando exatamente na trajetória do Sol Central onde  a Terra passaria os próximos 26 mil anos mais longe da Luz. Estávamos entrando na Era da Trevas. Hoje, ao contrário, estamos entrando na trajetória mais próxima de Alcione, estamos entrando na Era da Luz.

Por esses fatos guardados na inconsciência humana; e que nós conscientemente desconhecemos, mas sentimos e vivenciamos que como se algo iminente está para acontecer. 

A alma é eterna e vive muitas vidas, por isso a alma possui o conhecimento cósmico de todos os tempos. Porém, estamos imersos na amnésia porque esquecemos de como acessar a alma e abrir o Portal Sagrado do Coração, onde habita a alma. E a  mente sozinha não tem capacidade de acessar tais registros, por isso, percebemos, intuitivamente, que algo grande está acontecendo, mas o que temos de mais próximo desses registros de alma é a última mudança de ciclo cósmico por quê passamos, e isso foi realmente traumatizante. 

Estamos revivendo a mudança do ciclo cósmico agora; as mesmas sensações, os mesmos sentimentos, as mesmas percepções de um tempo passado, mas por causa do esquecimento por quê passamos nos últimos 26 mil anos, não temos a consciência de que agora estamos seguindo para a Era da Luz e não haverá qualquer destruição iminente. Ao contrário, estamos retornando a sermos outra vez os seres divinos que realmente somos.


Por : Sônia L Pereira


¹ precessão -  Além dos movimentos de rotação e translação, a Terra também executa outro movimentos menos divulgados. Um destes movimentos é denominado Precessão. Este movimento pode ser comparado ao bamboleio efetuado por um pião girando. Quando lançado, um pião gira em alta velocidade (movimento de rotação) e ao mesmo tempo efetua um movimento de bamboleio (Precessão) bastante lento se comparado ao giro rotacional. A Terra também apresenta um movimento de precessão similar. Um ciclo de precessão é executado em aproximadamente 26000 anos.
O " tempo cósmico" é dado pelo espaço percorrido pelo movimento precessional em um ou mais ciclos durante os quais (e em cada um deles) o prolongamento do eixo polar de nosso planeta descreve um círculo projetado sobre a esfera celeste (boreal e austral), e o ponto vernal – equinócio de primavera – retrocede lenta e incessantemente "varrendo", como um facho de raio laser, as doze constelações da coroa esférica zodiacal. A magnitude temporal deste tempo cósmico se mede pela quantidade de translações sucessivas de nosso planeta sobre sua órbita ao redor do Sol, cada uma das quais se denomina "ano". Assim, cada " ciclo precessional" é um " momento cósmico" de 25.920 anos trópicos terrestres.


² Sol Central de Alcione -  O sistema solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação de Plêiades. Esta foi a conclusão dos astrônomos Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos. Nosso Sol é, portanto, a oitava estrela da constelação — localizada a aproximadamente 28 graus de Touro, levando 26.000 anos para completar uma órbita ao redor de Alcione. A divisão desta órbita por 12 resulta em 2.160, tempo de duração de cada era. Descobriu-se também que Alcione tem à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de seus sistemas (incluindo o nosso), que foi chamado de cinturão de fótons.


Mais sobre ciclo precessional : Guia Heu



Publicação : Mostradores da Luz






Nenhum comentário:

Postar um comentário