quinta-feira, 23 de julho de 2015

QUANDO DOIS SÓIS NASCEM - SÍRIUS E O ANO NOVO PLANETÁRIO









Julho 23, 2015










O final de Julho é comemorado como o Ano Novo Planetário, porque muitas das antigas raças na Terra reconheceram isto como o momento em que um importante Novo Ciclo do Tempo Evolutivo era iniciado.



Este período esteve também associado ao que era conhecido como o “Portal de Leão”, o momento histórico em que a constelação de Leão se alinhava ao complexo de Pirâmides, em Giza.



Mas vocês poderiam perguntar: Por que isto é tão importante para mim no ano de 2015?



Isto é porque o Ano Novo Planetário comemora o momento em que a Estrela Azul Sírius surge no céu da manhã, ao mesmo tempo e em localização próxima ao nosso Sol. É o momento em que a Terra tem Dois “sóis” no céu. Um sol é Dourado e o outro é Azul, em Frequência. Esta conjunção de Estrelas celebra a longa conexão entre a Terra e o seu Sol, e o Sistema Estelar de Sírius.




No Egito Antigo, na pós civilização Atlante, que surgiu às margens do Nilo, o nascimento heliacal ou helíaco de Sírius, (N.T: O nascer helíaco ou nascimento heliacal de um corpo celeste é o momento em que este torna-se visível no horizonte, imediatamente antes do nascer do Sol estando suficientemente afastado para que não seja ofuscado pelo brilho dele.), como é conhecido, marcava também o momento em que o Rio Nilo se elevava, devido às chuvas na África Central e inundava as planícies do Egito, de modo que as culturas pudessem ser cultivadas.



A elevação das águas significava o retorno da Abundância e as Bênçãos à terra, e isto estava também associado à Sírius e ao seu nascimento helíaco, no Oriente.



Sírius tem sido, há muito tempo, uma luz guia e força na Evolução da Terra. Houve muitos Mestres Estelares poderosos que vieram à Terra para ajudar à Humanidade e eles eram considerados como “deuses”.



Estes mestres incluíam os Seres conhecidos como Ísis e Osíris, que trouxeram a arte da agricultura e a aprendizagem às pessoas do Egito Antigo, para ajudá-las a reconstruir o seu mundo após o trauma da catástrofe da Atlântida.



E agora, neste momento, foi-nos dito que os Mestres de Sírius estão retornando ao nosso mundo para nos ajudar no alinhamento de nossas frequências com a chegada da Luz Diamante, que está elevando a frequência de nosso Planeta e da Humanidade.




O SOL DOURADO E O SOL AZUL



Como Mestres, os Sirianos trouxeram informações aos Antigos Egípcios que os ajudaram a recordar que eles eram e para onde eles estavam indo. Eles lhes ensinaram os princípios da Ascensão, e estes foram registrados em textos nos papiros e nas paredes das pirâmides e dos templos. Eles nos lembraram de que os nossos corpos são da Terra, mas que as nossas Almas são das Estrelas.



Nos últimos anos, eles também nos lembraram de que tudo é energia e frequência e que ascender ou elevar a nossa consciência, significa que podemos nos alinhar com as frequências que estão chegando do Coração Cósmico e do Centro Galáctico, e que estamos elevando a frequência de nossos Corpos de Luz e de nossos corpos Físicos e do nosso DNA.



Os Sirianos foram os primeiros a nos ensinarem sobre a “Consciência Crística”, que estava incorporada na Luz Dourada do Sol. A Frequência Dourada era a Luz Divina e ela mantinha a energia do Amor Divino e da Compaixão.



Quando a Humanidade se abriu para receber mais as transmissões da Luz Divina e os Códigos de Luz que elevariam a consciência, ela recebeu a Luz Dourada e ativou o Corpo de Luz e a consciência Multidimensional.



Os primeiros Avatares Sirianos da Consciência Crística foram Ísis e o seu companheiro Osíris, que trouxeram a Luz Dourada ao Egito. O segundo Avatar Siriano foi Yeshua, conhecido como Jesus, e a sua companheira, Maria Madalena. Juntos, eles incorporaram as frequências do Masculino e do Feminino Divino, da Frequência Dourada da Consciência Crística.



O Sol Azul era o próprio Sírius, e ele mantinha a Frequência Azul deste Sistema Estelar, também conhecido como a “Estrela Azul”.



Esta profunda Luz Azul mantinha os Códigos de uma raça evoluída da Galáxia e da Terra. O nascimento do Sol Azul indicava outro ciclo de Luz, de Amor e de Apoio dos Mestres Sirianos, no Caminho da Evolução. Após este evento, aqueles na Terra poderiam esperar grandes bênçãos e abundância em suas vidas.



Vocês poderiam imaginar o que aconteceu?



Por que este ensinamento foi perdido e por que somente agora ele está sendo recuperado, à medida que avançamos no processo da Ascensão?



Bem, no mundo do Egito Antigo, os deveres Sagrados dos Mestres foram interrompidos por um sacerdócio corrupto que tinha uma agenda de controle, principalmente através da manipulação das energias sexuais.



Desde que o mundo é uma zona de livre arbítrio, a Humanidade continuou em seu caminho e os Mestres Sirianos se retiraram do Egito. A chegada de Yeshua e de Maria Madalena representou outra oportunidade de ancorar e aterrar a Frequência Dourada.



Inicialmente, isto foi conseguido, após a morte de Yeshua, por Maria Madalena, que levou os ensinamentos à França e à Europa. Mas, novamente, um sacerdócio corrupto surgiu, e terminou a linha da Maria Madalena, no século 12, com a Cruzada Albigense.



Agora, em 2015, estamos recebendo a oportunidade de vivermos o processo de integração da Frequência Dourada no processo da Ascensão.



E, enquanto o Sol Azul nasce no céu da manhã, somos lembrados de que as ondas do Amor e Bênçãos, estão fluindo sobre nós do Sol, de Sírius, do Grande Sol Central, no Centro da Galáxia, e do Sol ou Coração Cósmico.



O Sol Azul representa o Amor e o Apoio de seres evoluídos da Luz, que encarnaram na Terra, ou que têm norteado a consciência de outras maneiras, a fim de alcançarmos este momento de profunda mudança, em que a Terra está pronta para se tornar um Corpo de Luz e uma Estrela Azul e Dourada Multdimensional.









O PORTAL DE LEÃO



Após o Ano Novo Planetário, no dia 26 de Julho, há um poderoso Portal ou Vórtice que se abre, o que permite que estes novos Códigos de Luz inundem as grades da Terra. A Constelação de Leão não mais se alinha com o Sol nascente, pois o momento passou. Mas, a energia de Leão, é o que é importante neste vórtice.



O Leão é o Guardião da Frequência da África e, é claro, o Egito é parte da África. O Guardião Espiritual do Portal é o Espírito Animal que guarda a integridade do continente Africano. O Leão também representa o Poder Espiritual, e Yeshua/Jesus, era conhecido como o “Leão de Judá”, como representante da linha Avatar Siriana, na Terra.



Assim, o “Portal de Leão”, é este momento em que este portal se abre para permitir os novos Códigos e nova informação que serão o modelo para o próximo ano. O Leão Real fica de guarda na Nova Linha do Tempo.



Nos hieróglifos do Egito Antigo, o Portal era representado por dois Leões que se encaravam. Eles eram conhecidos como os Leões do Ontem e do Amanhã e, é claro, foi o “hoje” que veio fluindo através do portal. O “agora” Infinito do momento presente que pode ser experienciado como fluxo, criatividade e bênçãos.



O Portal de Leão se abre no dia 26 de Julho, alcança o seu clímax em 8 de Agosto, e se fecha no dia 12 de Agosto.



Assim é, neste momento, que há muitos términos e novos inícios que acompanham as correntes de Luz que vêm através do Portal de Leão. Não fiquem tristes ou chateados se estes forem tempos intensos: assim eles estão destinados a ser. O poder das novas bênçãos está arrastando o que não é mais necessário, de modo que o novo possa ser enraizado, resultando em bênçãos.



No mundo do Egito Antigo, isto foi claramente visível, quando o rio inundava, arrastando as últimas colheitas dos últimos anos e depositando o rico lodo vermelho que seria o leito para as colheitas das novas estações que alimentariam as pessoas e a terra. Em nosso tempo, a manifestação pode não ser tão óbvia, mas estamos passando pelo mesmo processo intenso de término e novos inícios, para um ciclo mais rico e mais abundante à frente.




A ASCENSÃO E OS MESTRES



Agora, enquanto estamos neste maravilhoso processo da Ascensão de nossa consciência para as frequências mais elevadas, estamos, mais uma vez, sendo ajudados e assistidos pelos Mestres Sirianos. Mas, desta vez, não estamos em um relacionamento de “deuses” e “sujeitos”. Estamos ascendendo em nosso próprio poder e os Mestres são vistos como guias e ajudantes, ao invés de “deuses”.



À medida que reconhecemos a Chama Divina dentro de nós mesmos e incorporamos as Frequências Mais Elevadas, incluindo as Frequências Dourada, Azul e Diamante, compreendemos que a Terra “graduou” para um novo nível, onde os Mestres Sirianos podem ser consultados como a “Família Estelar” e os “Anciãos das Estrelas”, mas somos nós mesmos que devemos conduzir a nossa própria evolução através de nossas Intenções e de nossas Escolhas.



Os Mestres estão aqui para manterem as “Lições dos Mestres”, para nos recordarem quem nós somos e nos ajudarem a entrarmos em nosso poder, mas devemos ser aqueles que incorporam as Frequências Cristalinas do Arco-Íris, da Nova Terra.



Esta época do Ano Novo Planetário e do Portal de Leão, é um tempo ideal para compreendermos esta verdade e entrarmos em nossa Luz e Poder Multidimensional, como Seres Humanos Ascensionados, como Almas da Nova Terra, que incorporam todas as frequências mais elevadas da Luz, que nos foram concedidas pelos Mestres Estelares e pelos Avatares, para avançarmos em nossa Evolução Espiritual e Física na Terra.



Mensagem de Celia Fenn





Tradução: Regina Drumond

Grata Regina!



Publicação : De Coração a Coração

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar



Postagem : Quinta Dimensão a Nova Realidade



Repostagem : Mostradores da Luz











Nenhum comentário:

Postar um comentário