quinta-feira, 17 de julho de 2014

OS SERES HUMANOS SÃO ALIENÍGENAS NO PLANETA TERRA ?





Julho 17, 2014





Por que somos tão diferentes das outras espécies ? Os seres humanos são alienígenas neste planeta ?


Existem avistamentos de O.V.N.I. e E.T. encontrados em todo o mundo a cada dia, mas apesar deste fato a maioria de nós ainda está em cima do muro em relação à possibilidade ou não dos alienígenas realmente existirem, os círculos de cultura alienígena incessantemente aparecem em campos de agricultura em todo o mundo, especialmente na Inglaterra e isso “poderia” ser uma tentativa dos alienígenas em nos contatar, a evidência não é substancial tanto quanto sabemos e portanto não é suficiente para provar a existência de visitantes alienígenas à Terra, no entanto, tenho uma outra pergunta que eu gostaria de colocar: são os seres humanos alienígenas ? De onde é que os seres humanos vêm ?



Será que a raça humana se originou em outro planeta?









Evidências encontradas em ruínas antigas e textos de todos os cantos do mundo em lugares como Peru, Índia, Ilha da Páscoa, China e Bolívia indicam claramente a presença de uma raça avançada, uma raça de alienígenas igual a humana que visitava a Terra em máquinas voadoras e foram tratados como deuses, como pode ser visto a partir das muitas pinturas e imagens de tempos antigos estes desenhos e pinturas muitas vezes retratam pessoas que descem à Terra em naves e podem ser vistos em todo o mundo, quem eram estes seres ? Eram iguais a nós ? Fazemos parte da raça humana alienígena ? Onde estão nossas naves de navegação espacial se originalmente viemos de outro planeta ?


Perguntas não respondidas



Existe uma infinidade de perguntas sem resposta sobre alienígenas e para toda a teoria que é apresentada há dúvidas e uma irritante falta de provas, o mesmo vale para o nascimento da humanidade, evoluímos a partir dos macacos ? Há dúvidas sobre a teoria da evolução também, no entanto, há outra teoria que vou colocar para você neste momento e não há provas científicas para apoiar esta teoria, então por favor junte-se a mim nesta exploração na busca por respostas.



Os líderes religiosos e homens da ciência têm os mesmos ideais, eles querem entender e explicar o universo de que fazem parte, ambos desejam resolver, encontrando uma solução possível para o grande enigma: Por que estamos aqui” -Sir Arthur Keith



São os seres humanos alienígenas devido ao processo da Panspermia ?





                 





De onde os seres humanos vêm? A teoria da Panspermia



A palavra Panspermia é derivada das palavras gregas “pan” (todos) e “spermia” (sementes) e basicamente significa “sementes em todos os lugares”.


A teoria da Panspermia afirma que a vida na Terra e em outros planetas foi semeada por vida microbiana que viajou através do espaço no interior dos cometas, após ser explodido por outros cometas e meteoritos na superfície de um planeta desabitado.



Os três tipos mais populares de Panspermia são:



Panspermia Dirigida: Esta é a semeadura intencional de outros planetas por civilizações alienígenas avançadas ou até mesmo a raça humana do futuro.


Panspermia Balística: Rochas expulsas da superfície de um planeta por impactos de cometas e meteoritos servem como meios de transporte de material biológico de um planeta para outro dentro do mesmo sistema solar.


Litopanspermia: Rochas expulsas da superfície de um planeta habitado transportam material biológico de um sistema solar para outro dentro de um cometa que impacta sobre um planeta, semeando assim a vida sobre este planeta.



História da teoria da Panspermia



A teoria da Panspermia apareceu pela primeira vez nos escritos de Benoît de Maillet, um nobre francês, diplomata e historiador natural, ele acreditava que a vida na Terra foi semeada por germes vindos do espaço que caem em nossos oceanos.



A teoria foi então reacendida no século XIX pelos cientistas Jöns Jacob Berzelius (1779-1848), Lord Kelvin (William Thomson) (1824-1907) e Hermann von Helmholtz (1821-1894), isto é o que Lord Kelvin tinha a dizer sobre a teoria da Panspermia:




“Nós devemos considerá-la como provável no mais alto grau porque existem inúmeras pedras meteóricas que têm sementes em movimento sobre o espaço, se no presente caso não existisse vida sobre a Terra e uma destas pedras caísse sobre ela poderia por aquilo que cegamente chamamos de causas naturais, leva-la ia a se tornar coberta de vegetação”.



Evidência da Panspermia



Em 2001, a evidência para apoiar a teoria da Panspermia foi apresentada por um grupo de pesquisadores britânicos e indianos liderados por Chandra Wickramasinghe, na 46ª reunião anual da Sociedade Internacional para Engenharia Ótica (SIEO), em San Diego, durante a sua pesquisa, eles tinham conseguido reunir aglomerados de células vivas a partir da estratosfera, onde não há oxigênio, nitrogênio ou dióxido de carbono.




Isto realmente levanta a questão: São os seres humanos alheios a este planeta ?



Prova que as bactérias podem sobreviver no espaço







Para a teoria da Panspermia prosperar ela precisava mostrar que as bactérias podem sobreviver no ambiente inóspito do espaço profundo, infelizmente não há provas concretas de que as bactérias “podem” e “se” sobrevivem a viagem espacial profunda e exposição a longo prazo no meio ambiente mais implacável que conhecemos, o espaço.



Bactérias encontradas em meteorito estimadas em 4,5 bilhões de anos



Em 11 maio de 2001 o geólogo Bruno D’Argenio e o biólogo molecular Giuseppe Geraci da Universidade de Nápoles anunciaram uma descoberta extraordinária para o mundo, eles descobriram bactérias extraterrestres no interior profundo de um meteorito estimadas em 4,5 bilhões de anos, os dois cientistas afirmaram que as bactérias tinham DNA diferente de qualquer espécie na Terra e haviam sido ressuscitadas em uma cultura, as bactérias sobreviveram apesar da rocha ter sido esterilizada em alta temperatura e lavada com álcool o que significa que são extremamente resistentes de fato.



Meteorito explode sobre o Canadá e revela mais evidência



Cerca de 12 anos atrás um meteorito explodiu sobre o Canadá e os fragmentos que foram recuperados a partir dele revelaram uma evidência interessante que apoia a teoria da Panspermia, uma mistura de compostos orgânicos que incluem aminoácidos e os ácidos monocarboxílicos, ambos essenciais para a evolução das primeiras formas de vida simples na Terra foram encontrados nos fragmentos da rocha, isso dá ainda mais evidência para a teoria de que a vida na Terra e na verdade a humanidade teve origem lá fora, no espaço !



Os micróbios da Terra sobre a Lua



Em 17 de abril de 1967 a nave espacial dos EUA Topógrafo-3 não tripulada pousou na Lua em segurança para iniciar o programa de agrimensura enviada para explorar a superfície da Lua, este foi um grande triunfo para a humanidade e recebeu muita atenção do mundo, no entanto, havia um aspecto da missão que não recebeu tanta atenção quanto ele talvez deveria ter, em 1969 quase 2 anos e meio após o pouso a tripulação da Apollo 12 recuperou e trouxe de volta à Terra vários componentes da nave Topógrafo-3, incluindo a câmera onde foi encontrado bactérias, de 50 a 100 organismos sobreviveram ao lançamento no vácuo do espaço, 3 anos de exposição à radiação, congelamento profundo a uma temperatura média de apenas 20 graus acima do zero absoluto, sem nutrientes, água ou fonte de energia.



São provas mais do que suficientes para demonstrar que as bactérias podem sobreviver no espaço e portanto, viajar de um planeta para o outro através da Panspermia.







Tem a Terra semeado os outros planetas do nosso sistema solar através do processo de Panspermia ?



Vamos supor que nós somos alienígenas no planeta Terra ou para ser mais exato toda a vida é estranha à Terra e que na verdade se originou em outro lugar, talvez neste sistema solar, ou a milhares de anos luz de distância, isto significa que em algum lugar lá fora na imensidão do espaço existem planetas muito mais antigos do que o nosso, onde a vida começou e possivelmente encerrou devido à passagem de milhões de anos, se apenas um planeta envia sementes desta forma intencional ou não, isso significa que podemos muito bem ser um dos muitos planetas povoados com as mesmas espécies ou similares como vemos hoje na Terra, juntamente com os humanoides, temos a seleção natural é claro, dependendo do ambiente que pode não ser exatamente igual mas ainda assim, é fascinante para compreender, não é ? Uma cadeia de planetas constantemente semeando outros planetas com vida nova muito parecido com o sistema reprodutivo de plantas e árvores.


O meteorito que matou os dinossauros poderia ter iniciado uma Panspermia



Um asteroide com 10 quilômetros de largura que atingiu a Terra e poderia ter dizimado os dinossauros pode ter iniciado a semeadura em outros planetas e luas do nosso sistema solar, isso é fascinante, pois sabemos que as bactérias podem sobreviver dentro de meteoritos e podem sobreviver a viagem espacial, portanto, o impacto do asteroide Chicxulub teria enviado milhões de rochas da Terra arremessando-as para o espaço, com bactérias para semear onde quer que as rochas pousassem.



Este é um relatório do New Scientist sobre o assunto:



“A equipe calculou quanto das rochas que poderiam ter atingido os corpos do sistema solar achando mais provável que seja favorável à vida: a lua Enceladus de Saturno e a lua Europa de Júpiter, sendo que ambos pensamos ter oceanos subterrâneos de água líquida, eles calcularam que sob certas condições muitas das 300 milhões de rochas individuais poderiam ter acabado na lua Europa, e 500 milhões em Enceladus, ainda mais poderia ter acabado na Lua e em Marte.



Um punhado de rochas poderia até ter feito isso para planetas em torno de outras estrelas, este poderia ser Gliese 581, uma anã vermelha há 20 anos luz de distância, com uma super-Terra em órbita na borda externa de sua zona habitável, onde a água pode ser líquida, os pesquisadores calculam que cerca de 1.000 rochas do impacto de Chicxulub poderiam ter chegado tão longe em cerca de um milhão de anos, ou seja, qualquer forma de vida que criou teria contado com 64 milhões de anos para se desenvolver, ou morrer”.



São os seres humanos originalmente de Marte ?



De acordo com muitos cientistas toda a vida na Terra pode ter se originado em Marte e foi semeada aqui através da Panspermia por meteoritos e cometas.



Vários meteoritos foram encontrados na Terra que foram provados serem originários de Marte e cientistas encontraram até mesmo vestígios de vida no interior das rochas, o que significa que é possível que a vida na Terra poderia ter sido originalmente marciana.


Conclusão: Os seres humanos são de origem alienígena



A partir das evidências apresentadas acima, bem como a riqueza de informações sobre o assunto em abundância por toda a internet eu diria que sim, somos de fato de origem alienígena.



Só acho que se a Panspermia está realmente acontecendo, significa essencialmente que o Universo está se reproduzindo ! Isso significa que não estamos sozinhos neste Universo infinitamente grande, isso significa que pode haver outros “humanos” lá fora, vivendo nesses planetas que estão nas “zonas habitáveis em torno das estrelas”.



Isso significa que as pinturas e desenhos de seres humanos que descem a partir do espaço podem realmente ser os seres humanos que foram semeados em outros planetas e que são avançados o suficiente para vir aqui e nos ensinar, podemos ter ainda sido intencionalmente semeados por essas civilizações que depois nos visitaram e nos ensinaram, é por isso que tantas estruturas surpreendentes foram construídas na época apesar da clara falta de tecnologia, infelizmente eles pararam de vir porque estamos agora muito perigosos, em uma nota mais positiva, talvez eles estejam esperando e nos deixando ser porque eles sabem que vamos nos desenvolver e progredir por isto eles estão esperando.



Os seres humanos são alienígena em sua origem ? Talvez os seres humanos são estranhos a este planeta, mas novamente a fim de termos certeza seria preciso provar que a teoria da evolução está correta, essa é uma pergunta para outro dia.



Até lá, vamos imaginar Panspermia – A possibilidade maravilhosa !



Intrigante animação em vídeo com base na teoria da Panspermia





@Richard juggles

Origem: wakingtimes



TEMPO CÓSMICO - ALERTA VIBRACIONAL / PLANETÁRIO PARA JULHO-AGOSTO DE 2014



Julho 17, 2014


















Pergunta: Guardiões, temos ouvido relatos de uma “perturbação na força” com base no que temos experimentado recentemente e também no que ainda está por vir, entendemos que isso é parte de uma força evolutiva afetando nosso planeta o que podemos fazer para ajudar isto a trazer prejuízos mínimos ? Grandes tempestades tanto de natureza física e energética parecem ser iminentes, obrigada.



Resposta: Minha querida, muito obrigado por sua pergunta, você está correta em sua avaliação de um movimento e uma mudança planetária significativa, nós oferecemos-lhe algumas sugestões ao seu pedido:



1) Não tenha medo nem ansiedade, tanto quanto possível, se você se sentir nervosa não poderá manter suas energias e consciência em um estado positivo, pelo menos faça o seu melhor para ser o mais neutra possível, isso vai ajudar imensamente o coletivo.


2) Nós convidamos você a refletir sobre esta citação de seus irmãos estelares com que estamos muito em alinhamento:


“Tudo muda quando você começa a emitir sua própria frequência, em vez de absorver as frequências em torno de você, quando você começa a imprimir sua intenção no Universo em vez de receber uma marca de existência”. ~Os Pleiadianos via Barbara Marciniak



Este é um ponto importante, você está entrando em um momento que está muito impregnado de possibilidades, entendemos que há muitos de vocês que optaram por não evoluir aprendendo lições através de trauma, angústia e dor, sua intenção positiva para o coletivo cria um domínio para as frequências mais elevadas de amor, graça, liberdade, alegria e assim por diante, entendendo que você não está pretendendo retirar as lições dos outros, mas têm a intenção de que a realização e a evolução venha através de meios mais pacíficos.



3) Alinhe-se com os seres divinos de sua inclinação, a vida cósmica está trazendo propriedades do grande Sol Central, juntamente com a entidade viva da Graça, mantendo o espaço de paz e segurança para todos os seres, e assim é.



Os Guardiões, 14/07/2014

NOTA: Com base nas coordenadas astrológicas atuais, esta mudança deverá estar presente a partir de agora até aproximadamente 17/08//2014



@Rev. Irma Kaye Sawyer

Origem: spiritlibrary


AS MÔNADAS - O QUE é MÔNADA ...





Julho 17, 2014









Estamos na nossa experiência terrena condicionados ao Eu, um condicionamento necessário à evolução e expansão do Todo. Este condicionamento permite-nos viver e experienciar a vida na Terra como seres individuais, fazendo-nos esquecer um pouco da nossa existência primordial e da nossa ligação ao Todo.
Uma das teorias mais interessantes referentes à forma como se dá a ligação ao Todo é a proposta pelo Dr. Joshua David Stone, Ph. D. em psicologia transpessoal, a Teoria das Mônadas, a qual é sustentada pelos ensinamentos de dois dos mestres de Joshua, a britânica Alice Bayley (1880-1949) e o tibetano Djwhal Khul.

Mantra da Alma

Eu Sou a Alma,
Eu Sou a Mônada,
Eu Sou a Luz Divina,
Eu Sou Amor,
Eu Sou Vontade,
Eu Sou o Firme Propósito.

MÔNADAS

Segundo esta teoria, existe uma energia que se designa Mônada que se divide em 12 extensões que se designam Alma. Por sua vez, cada alma divide-se em outras 12 Extensões da Alma que experienciam a densidade, seja na Terra seja em outro plano material; assim sendo, cada um de nós que experiência a vida na Terra, é uma extensão de uma energia superior designada alma.

Uma Mônada é assim constituída por um total de 144 extensões que constantemente partilham experiências entre si, evoluindo e fazendo evoluir cada alma e consequentemente cada Mônada. A energia Alma pode também ser vista como a energia que cada vez com mais frequência se conhece como o Eu Superior e a Mônada, na sua ligação com todas as outras Mônadas, a energia que normalmente se designa por muitas culturas, como Deus.

OS SONHOS

Esta teoria acende muitas luzes, por exemplo, sobre o mundo dos sonhos. Quando sonhamos, acedemos também às memória e experiências de todas as outras 143 extensões da Mônada, mas mais estreitamente às memórias das 11 extensões da alma que pertencemos. Durante um sonho pode ocorrer uma cura ou simplesmente uma das outras extensões, ou mesmo a energia da alma, pode-nos dar informação valorosíssima para a resolução de determinado problema.

Medos e fobias podem até ser aliviados, se a extensão está a passar por momentos demasiado dolorosos e a alma decide que a experiência não está a decorrer de acordo com a experiência pretendida. Normalmente isto acontece através da experiência de sonho que designamos por pesadelo mas que se deve entender como uma experiência necessária para a cura de determinado aspecto em nós próprios.

SINTOMAS INEXPLICÁVEIS

Esta teoria explica também determinadas dores ou efeitos físicos sem causa aparente, que acontecem inexplicavelmente e desaparecem conforme surgiram. Por exemplo, se uma das extensões da Alma está a experienciar uma morte traumática, ou dolorosa fisicamente, essa dor pode ser experienciada, ainda que a um nível subtil, pelas outras 11 extensões da mesma alma, ou mesmo, por todas as outras 132 extensões das outras 11 almas pertencentes à mesma Mônada.

Esta teoria diz-nos ainda que, quando se entra em processo de regressão, está-se não só a aceder aos nossos registros akáshicos, mas, se necessário, aos registros das outras 143 extensões da Mônada, caso por exemplo, se uma experiência de outra extensão influenciou duma forma marcada, a nossa vida atual.

ALMAS GÊMEAS

O fato de sentirmos inexplicavelmente que conhecemos uma pessoa à muito tempo, quando a acabamos de conhecer à minutos, explica-se por esta teoria, pois essa pessoa pode simplesmente ser uma das outras 11 extensões da sua alma, com a qual, você partilha as suas experiências e que normalmente na Terra designamos como Alma Gêmea.

Estar na presença de uma das outras 132 extensões das outras 11 almas, pode também fazer aflorar o sentimento de familiaridade. Diz-se que quando duas extensões da mesma alma se juntam numa mesma experiência, se cria uma energia muito forte e que quando os seus propósitos de vida na Terra é a evolução dos aspectos ligados ao corpo espiritual, ambas as extensões evoluem bastante pois a sua ligação é bastante mais estreita.

A UNIDADE

A teoria das Mônadas mostra-nos por fim, que somos todos Um, porque todas as mônadas estão também ligadas entre si, evoluindo e trabalhando constantemente para a evolução e expansão do Todo que na Terra designamos por Universo Infinito.



Publicado por Dione Cavalli em Sabedoria Universal