quarta-feira, 3 de setembro de 2014

GAIA PORTAL - ATUALIZAÇÃO DE ENERGIAS 02 / 09 / 2014 : TUDO O QUE ESTAVA ESTAGNADO FOI LIBERADO NA MEDIDA QUE A LUZ DOURADA PENETRA NO PLANETA




Setembro 03, 2014








Tudo o que estava estagnado foi liberado na medida que a entrada da Luz Dourada penetra no planeta.


Os caminhos sedentários de Luz não são mais viáveis.


Centelhas de pontos breves revelam às massas da hu-manidade, bem como os cassetetes são queimados.  


Coordenações ocorrerem nos níveis mais altos de Gaia energética para suportar a luz recebida.



Fonte: Gaia Portal


Gaia Portal transmite mensagens a respeito de mudanças e progresso nas fases de energia planetárias da Mãe Terra. As mensagens contidas neste documento são para informar, ajudar e alertar aqueles atraídos para ele, para eventos energéticos transpirando momento a momento. Aqueles atraídos para este site irão saber instantaneamente se é deles para ler.


Os autores deste site são Seres das Estrelas ligados à sagrada Terra de Eire , e incorporar a energia feminina sagrada original do lugar. 



INTERPRETAÇÃO:


Esta mensagem significa que não há nada no planeta e nos seres que habitam o planeta, seja material, energético ou etérico que não esteja sendo trabalhado pela Luz Dourada entrante, e todos os caminhos que não possibilitavam a penetração da Luz estão sendo dispensados e substituídos para que a Luz trabalhe fluindo em sua  plena forma.


Esta sendo feito um trabalho de tal forma onde são usados flashs ou centelhas de pontos breves que possibilitam revelar as massas da humanidade que está despertando e toda a agressividade está sendo queimada pela Luz, tanto entre os humanos quanto no interior de cada um.


Esta ocorrendo uma coordenação nos níveis energéticos mais altos de Gaia de forma que possa suportar a Luz recebida, como filtros que estão sendo utilizados porque a Luz que está chegando ao planeta está tão forte se chegassem diretamente sobre nós a nossa matéria e nossos corpos não iriam suportar.



Tradução e Interpretação: Sônia L Pereira











Nenhum comentário:

Postar um comentário