segunda-feira, 21 de julho de 2014

ENVOLTÓRIOS E VIAJANTES ESPIRITUAIS - REFLEXÕES PROJETIVAS



Julho 21, 2014










Na tradição hinduísta, costuma-se dizer que aqueles que são tocados pela Mãe Divina ficam loucos de amor pelo divino. Sob Sua inspiração, os corações dançam em uma freqüencia desconhecida dos homens e seus sentidos sutis captam uma canção que quase ninguém escuta.


Movimento é vida. Dançar é viver. Ou, viver é dançar na luz. 


* * * 


Cada criatura movimenta-se ao sabor das aragens divinas cheias de vida e amor, respirando a essência sutil que lhe dá a subsistência vital. 


Viver é respirar essa luz! 


Se a criatura é encarnada ou desencarnada, qual é a diferença? 


Excluindo-se o corpo denso, a essência espiritual é a mesma. Revestida de envoltórios densos ou sutis, o espírito provém da mesma essência eterna. 


O corpo espiritual também respira, por intermédio de seus poros espirituais e chacras específicos. Apenas não depende do oxigênio, elemento vital somente para a sua vestimenta corpórea. Veículo quintessenciado, nutre-se vibracionalmente na luz sutil de forma automática. 


Mesmo enredado na matéria densa, o corpo sutil está sintonizado nas aragens espirituais que lhe são peculiares e naturais. Ele respira luz, mas não da mesma maneira que o corpo denso. Sua natureza extrafísica lhe confere condições vibráteis de difícil descrição para o plano físico. É dotado de um dinamismo incessante e seu padrão vibracional é leve. Veículo preparado milenarmente para o trânsito do espírito pelas dimensões astrais durante a ascese evolutiva, o psicossoma* detém recursos energéticos apropriados para sua tarefa de intermediário entre a mente superior e o corpo carnal. 


Ele respira luz, mas para o observador externo, essa atividade é imperceptível. No entanto, seus centros de força pulsam na freqüência extrafísica correspondente. 


O corpo físico respira o ar para extrair a vida, o sopro vital. O psicossoma respira o sopro vital direto, sem limitações. Por este motivo, determinadas práticas respiratórias são excelentes para o equilíbrio psicofísico, pois harmonizam as vibrações, tanto do veículo denso quanto do veículo sutil. 


Uma das chaves da projeção consciente é a harmonização dessas vibrações, onde o corpo denso nutre-se de uma vitalidade calma enquanto o corpo sutil pulsa os seus chacras com leveza e aspira às aragens extrafísicas correspondentes. 


O estudante espiritual deve atentar para esses detalhes em suas práticas energéticas, projetivas, meditativas ou mediúnicas. 


Meditando nesses aspectos, talvez consiga perceber o imenso manancial de luz a seu dispor. Talvez descubra o tesouro luminoso enterrado que andava procurando e que sempre esteve ao seu alcance. 


É essencial saber harmonizar as próprias energias. 


Durante uma prática espiritual, sentado ou deitado, tornar-se quieto, corpo e alma harmonizados na luz. Os pensamentos voltados para O Alto, mas sem tensões. Que seja espontâneo, natural e sem pressões mentais. 


Pensar no psicossoma como um corpo de luz que respira por todos os poros e gradativamente nutre-se de leveza e contentamento. Respirar a luz e agradecer pela vida. 


Dançar com a vida, na Terra ou no Astral, é viver. 


A sabedoria está nisso! 


"Quem quer viajar na luz, que nutra-se de luz!" 


* * *


Há muitos incautos querendo viajar espiritualmente, mas portando trevas em seus anseios. Como querem chegar aos reinos angelicais se seus propósitos são obscuros? 


A LUZ não cede aos impulsos violentos e nem aos rompantes de ego. Atitudes espalhafatosas, lamentos descabidos, manifestações histriônicas e posturas incongruentes fecham os acessos aos portais diamantinos.** 


Pretender viajar na LUZ com o coração cheio de mágoas e a consciência repleta de dardos vingativos é o mesmo que arremeter deliberadamente a cabeça em uma parede de granito. No entanto, há hordas de tolos arremetendo-se cegamente a todo instante em direção às paredes de suas próprias trevas conscienciais. 


Falando diretamente e sem deixar margem a qualquer outra interpretação, podemos dizer que tais pessoas são viajantes trevosos em si mesmos. São incapazes de perdoar, mas querem viajar na LUZ com toda sua arrogância. 


Tolos! A LUZ não tolera viajantes orgulhosos e maldosos. 


Porém, ela esperará que eles se cansem de bater a cabeça nos muros de suas confusões. Até lá, os guardiões dos portais diamantinos continuarão repelindo suas investidas inglórias. Em seus fracassos constantes, estarão os germes da vitória da LUZ sobre suas trevas egóicas. 


São tolos, mas a LUZ esperará o momento certo para auxiliá-los. 


Quando eles romperem o manto de trevas que envolve seus objetivos, ela se manifestará em seus corações. 


São viajantes das trevas, mas estão com dor de cabeça! Essa dor os perseguirá, vida após vida, como paredes cármicas precisas. 


É paradoxal e poético ao mesmo tempo: 


- Sua dor será sua cura. 
- Suas paredes serão suas professoras. 
- Na dor, a esperança de alívio é a necessidade de descobrir novos rumos. 
- Aguardando no fundo dessa dor e em meio às paredes, está a LUZ. 


Atualmente, os seus propósitos são doentios, mas ela os esperará. A dor os incomodará e abrirá os seus horizontes. Então, respirarão a LUZ e dançarão com a vida. 


Serão viajantes espirituais luminosos portando corpos extrafísicos diamantinos, semelhantes aos portais que levam aos rumos da paz imperecível. 


Concluindo esses escritos, conclamamos aos leitores que ponderem lucidamente sobre o que aqui está exposto. Que aproveitem o que lhes parecer favorável ao seu progresso consciencial e que seja digno dos melhores valores do discernimento real. 


Se algo lhes parecer incorreto ao escrutínio do bom senso, que respirem a LUZ e deixem-na evidenciar o que seja correto e de acordo com os parâmetros superiores de manifestação. 


Quem quer mais luz, que seja LUZ! 


Quem quer respostas, que respire a LUZ! 


Quem quer viajar espiritualmente, que dance com a LUZ! 


Quem quer curar a "dor de cabeça" e derrubar os muros cármicos, que liquide seus propósitos obscuros e entre na LUZ! 


Agradecemos ao Alto pela oportunidade de mais um intercurso de esclarecimento espiritual e também aos leitores pela atenção e paciência. 


- Ramatís e o grupo extrafísico "Os Iniciados" - 
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges; SP, 07 de novembro de 2000). 


- Notas:
* Psicossoma (do grego): Corpo espiritual; Corpo astral; Perispírito; Corpo de luz; Corpo extrafísico.
** Portais diamantinos: Expressão esotérica para portais luminosos, passagens interdimensionais que permitem o acesso às dimensões sutis. 


Postado por: Mostradores da Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário