sexta-feira, 20 de junho de 2014

VOCÊ É UM SÁBIO MÍSTICO?

Junho 20, 2014



Os sábios místicos são uma categoria bastante diferente de crianças índigo, descrita por Doreen Virtue em "Realms of the Earth Angels". São muito poderosos, mas ao mesmo tempo são os mais difíceis quando estão sendo levados pelo ego. 


São aqueles que tinham o domínio das faculdades mediúnicas e paranormalidade acima da média e foram considerados magos, xamãs, sacerdotes, bruxos em outras vidas. 







Infelizmente, os sábios místicos muitas vezes são os que tem a mediunidade mais forte e por isto mesmo, são muito visados pelos magos negros, que se aproximam para manipular, sugar as energias e acabar com suas vidas. Tenho visto amigos e amigos de amigos entrando na conversa de magos negros e por isto este está sendo um texto bastante difícil de ser escrito. Mas serve como um alerta, tanto para adultos índigo quanto para pais índigos. Algumas das observações, principalmente quanto ao perigo das manipulações dos magos negros, são minhas, do que tenho visto acontecer à minha volta.


Muitos sábios místicos eram trabalhadores da luz que já estavam “aposentados” e foram chamados novamente para reencarnar para ajudar a elevar a energia da Terra. 


Uma coisa que ninguém diz é que muitos foram chamados para conseguir nos livrar dos esquemas dos magos negros reptilianos, o que é algo muito complexo e difícil e envolve risco de vida.





O desafio do sábio místico é utilizar seus poderes mediúnicos e paranormais para curar e fazer outras coisas mais, como concluir os trabalhos de saber como abrir os chacras, guiar as pessoas no xamanismo, ensinar as fórmulas místicas e dizer como elas funcionam na prática.


O questionário:


1) Quando você era criança, você também via espíritos, luzes, conversava com anjos. De vez em quando você via uns espíritos que pareciam magos ou fadas, coisas do tipo. Mas você ia além disso. Você saía do corpo sozinho (a) e fazia viagens astrais incríveis. Conseguia mover os ventos com o pensamento. Você tem visões “proféticas” desde cedo, vê o que vai acontecer no futuro, algumas vezes com visões e sonhos lúcidos e muito reais. Você já sonhou que era um (a) mago (a) ou bruxo (a). 





2) Você viu na terapia de vidas passadas ou vive tendo visões e sonhos sobre as vidas passadas em que você era realmente um (a) bruxo (a) ou mago (a) ou sacerdote (sacerdotisa) (no Egito, Grécia, Atlântida, Índia) ou xamã, padre (freira), monge (monja) (no Tibete, Mongólia, Nepal). Algumas vezes, justamente por estar do lado da Luz, você morreu nas mãos de magos negros que eram seus adversários. E viu a cara deles como reptilianos no mundo espiritual. Eles podem ter enganado você ou matado você em batalha. Ou eles, os magos negros, eram os inquisidores e queimaram você na fogueira. Existem sábios místicos que viram mesmo reptilianos como os inquisidores. 





3) Você é um espírito antigo e já está encarnando aqui faz um bom tempo, trabalhando pela Luz. Ao contrário dos anjos encarnados e das crianças das estrelas (que muitas vezes estão vindo pela primeira vez e vieram de um mundo de luz e NÃO ESTÃO AQUI NAS SUA ÚLTIMAS ENCARNAÇÕES, ESTÃO NAS PRIMEIRAS E NÃO TEM CARMAS PARA PAGAR – VEJAM  CRIANÇAS ARCO-ÍRIS), você já pegou a manha deste lugar e sabe que o campo é minado e você precisa tomar cuidado. 


4) Você sabe como manipular a terceira dimensão porque sabe que você cria a realidade. Você sabe mexer com os elementos da natureza. Você sabe como opera a “força”. E você sabe do poder das palavras e sabe usá-las para fazer com que as coisas se concretizem. Você consegue ver como os dados vão cair numa mesa (isto é real, existem pessoas que conseguem fazer isto). 




5) Você já teve contato em outras vidas com plantas de poder, xamanismo e tudo isto parece muito familiar e não é visto por você como algo diferente ou estranho. Você encara isto com naturalidade. Ou então sabe várias outras técnicas de magia e tudo isto é muito familiar para você. Por isto, você entrou no xamanismo ou na Wicca ou em qualquer prática de magia, mas magia de verdade e não para turista ver. 


6) Você adora elementais, mas mais porque você lidava com eles em outras vidas, porque os elementais trabalham juntos com os sábios místicos. Talvez em outras vidas você tenha sido um elemental, porque alguns elementais tem poderes mágicos, como as fadas e sereias. 


7) Você se identifica com bruxos, feiticeiros, magos, nos filmes, nos livros e TV. Você adora Harry Potter, se identifica com Gandalf em “O Senhor dos Anéis”, Merlin. 




8) Você já se deparou com magos negros nesta vida, algumas vezes cara a cara, ao vivo e a cores e teve este desprazer de conhecê-los. E eles tentaram te atacar. Se você é um dos que tem a missão de retirar os magos negros reptilianos deste planeta, você atrai este tipo de coisa e já não aguenta mais isto. Depois que você se deparou com os magos negros, você se sentiu como Gandalf caindo no abismo e emergindo dali como Gandalf, o Branco, o Mago Branco, pronto para batalhar contra os magos negros.


9) Você também se sente diferente das outras pessoas, mas simplesmente tem orgulho disto e não está nem aí com isto. Dentre todas as categorias de crianças índigo, você é o que aperta a tecla F mais facilmente. 





10) Sua vida muitas vezes é mais emocionante e interessante do que muitos livros porque ela é cheia de magia e coisas que as pessoas por vezes duvidam que existam. 


11) Você tem uma sabedoria muito grande e saca as coisas com muita facilidade. As pessoas constantemente vem pedir conselhos para você. Você olha para as pessoas e sabe do que elas são capazes quase como que mediunicamente. Ou mediunicamente mesmo. 


12) Por conta das recordações das vidas passadas em que você morreu nas mãos dos magos negros horrendos, você tem medo de novamente mexer com magia e mediunidade. 





13) Você é mais sério (a) e mais solene e pesado (a) e não é tão cheio (a) de humor como os elementais, por conta destas experiências passadas, por saber que este lugar aqui é muito louco e cheio de armadilhas (e os magos negros estão por aí). 


14) Você gosta de deixar seus cabelos longos com suas madeixas enfeitadas. E os homens prendem seus cabelos longos e usam gel. Você gosta de usar os símbolos das religiões ou magias da sua vida passada preferida, como o símbolo do Ohm, a cruz celta, o Ankh em pingentes de colar ou brincos ou você quer ou tem uma tatuagem assim ou tem camisetas com estes símbolos. Ou você tem um cocar de índio. Você tem olheiras devido as suas lutas diárias e noturnas e devido à sua sabedoria milenar de outras vidas.




15) A sua casa tem um sino tibetano, aparatos de magia como cristais, varinhas, incensos, velas, Fogo Sagrado (!!!), aromas diversos... E você faz alguns rituais em casa, individuais ou coletivos. A sua porta tem um Ankh, um Ohm, uma cruz Celta, um olho de Hórus ou algo do tipo pendurado lá. Ou você é parte fundamental de algum grupo de curas xamânicas.



16) Você adora rituais que celebram as quatro estações do ano. E calendários lunares. 


17) Você tem doenças cardíacas porque se estressa com esta vida e guarda as recordações dolorosas de outras vidas. Ama tanto a Terra e teme pelo seu futuro que a ansiedade algumas vezes toma conta. 


18) Você dá aulas e muitas vezes se desaponta porque acredita que as pessoas poderiam conseguir mais em suas vidas se seguissem seus conselhos. 


19) Os sábios místicos também não gostam muito de regras, assim como os elementais, mas raramente os pegam no ato, porque eles sabem utilizar o “manto da invisibilidade” do Harry Potter (rsrsrs). Os elementais acabam levando a culpa. 




20) Os sábios místicos procuram por sua alma gêmea de outras vidas e até encontrá-la podem preferir a solidão. 


21) Você sabe utilizar magia para conseguir o que quer e consertar sua vida. A auto-suficiência , queridos.


22) Você é um líder nato porque adora ensinar. E tem sabedoria para isto. Você escolheu uma profissão autônoma (médico, dentista) ou uma profissão onde possa ensinar (professor) ou liderar (administrador, empresário). Você tem muita intuição e sabe como motivar as pessoas e guiá-las. E se você for a Hermione, ainda por cima você é nerd e leu todos os livros.


23) O seu maior problema é o seu ego. Os reptilianos, magos negros, pegam você desta maneira. Eles aparecem como amigos e dizem que vão te ensinar algo ou você precisa se juntar a ele para derrotar alguém. Daí eles te manipulam e dizem que você é super poderoso (a), fazem você ver espíritos e usar todas as suas faculdades mediúnicas, mas então você já está participando de rituais com sacrifícios de animais entre outras coisas e aí, você está perdido (a) porque ele ou vai sugar as suas energias ou vai te matar ou vai fazer o mesmo com seus familiares e entes queridos. E você quando está ali pelo seu ego imenso, não consegue ouvir seus amigos desesperados tentando falar para você acordar e sair desta armadilha, porque você é o cara que sabe tudo e vê espíritos e faz viagens astrais consciente e manipula os elementos. Você, que era o sábio místico, nesta hora se transforma em burro místico. A mula mais chata do universo. Neste caso, as práticas em que você enxerga o seu ego e o faz morrer são os melhores métodos para diminuir seu orgulho e vaidade.


Desafio dos sábios místicos:


1) Cuidado com suas palavras. Você materializa o que pensa e fala muito rapidamente. 

2) Faça terapia de vidas passadas para se curar dos traumas das outras vidas, destas mortes violentas e encontros desagradáveis. 

3) Cuidado com a sua raiva, porque quando você joga as palavras com raiva, sai de baixo. Em imagens também, cuidado com a sua raiva. Se você imaginar que está enforcando uma pessoa, a pessoa pode acordar com torcicolo depois. 

4) Não leve a vida tão a sério e não se leve tão a sério. Aprenda com os elementais. 

5) Cuidado com magos negros e com suas manipulações. Este item vou descrever mais detalhadamente a seguir.



http://planetaazulindigo.blogspot.com.br

Um comentário:

  1. Só faltou os gatos! rs... Geralmente quem mexia com coisas assim em outras vidas têm muita afinidade com felinos. Adorei o texto, sempre tive afinidade com esses assuntos e nunca tive medo, desde criança.

    ResponderExcluir